Posts Tagged ‘amor’

h1

2013 e suas listas

02/01/2014

Um ano acaba e com ele vão junto muitas coisas. Como, por exemplo, listas de melhores filmes do ano.

2013 foi um ano estranho. Passou muito rápido e mais do que nunca eu tenho consciência de que deixei de ver muitos filmes provavelmente bons que chegaram nos cinemas de Porto Alegre, com atraso ou sem. Holy Motors, que foi presença quase obrigatória em listas dos sortudos de São Paulo e cia em 2012, chegou aqui no meio de 2013, e eu não consegui ir ver. Deixei de fazer o download do filme porque tinha esperança de vê-lo no cinema e, quando tenho a chance, não sou capaz de aproveitá-la. E foi assim com vários outros: Além das Montanhas, Amor Bandido, A Bela Que Dorme, Dentro da Casa, Depois de Lúcia, Depois de Maio, Dossiê Jango, Faroeste Caboclo, Hannah Arendt, Jogos Vorazes: Em Chamas, As Quatro Voltas, Tatuagem – para citar alguns.

Portanto, meu Top 10 de 2013 deve ser considerado levando em conta a lista ao final desse post, com todos os filmes que assisti no cinema nesse ano. Tenho minhas polêmicas de sempre e alguns filmes que muito cinéfilo amou (como O Som ao Redor) eu posso realmente não ter achado grande coisa, ou posso não ter tido a maturidade para interpretar com mais profundidade.

Vale lembrar que considero para a eleição dos melhores do ano qualquer filme lançado comercialmente nos cinemas de Porto Alegre no período entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2013. Ou seja, não interessa o ano em que o filme foi feito em seu país de origem. Se chegou nos cinemas de Porto Alegre em 2013, está apto a entrar na lista. E notem que eu digo Porto Alegre, e não Brasil, pois tem filmes que chegam oficialmente no “Brasil” (leia-se São Paulo) em uma data, apesar para chegarem ao resto do país algum tempo depois (é o caso do já citado Holy Motors, e de Mistérios de Lisboa). Filmes lançados direto em DVD acabam não entrando na seleção final, mas podem ganhar menções honrosas (há mais de uma nesse ano).

Então, sigo agora não só com a lista do Top 10, mas com meus preferidos em várias categorias. O meu já tradicional Ghuyer Awards, que, dessa vez, não contará com alguns dias de suspense antes de revelar os vencedores. Vai de tudo de uma vez só. Lembrando, não se esqueçam, que é uma premiação de uma única pessoa (minha, só minha), e passível de ser editada num futuro incerto. Se eu ver algum filme muito bom atrasado e quiser colocá-lo na seleção, farei isso. Eu me dou esse direito.

Os 10 Melhores Filmes de 2013

  1. Gravidade (EUA, 2013)
  2. Os Suspeitos (EUA, 2013)
  3. Capitão Philips (EUA, 2013)
  4. Mistérios de Lisboa (Portugal, 2012)
  5. A Hora Mais Escura (EUA, 2012)
  6. A Caça (Dinamarca, 2012)
  7. Amor (Áustria, 2012)
  8. Killer Joe: Matador de Aluguel (EUA, 2011)
  9. Azul é a Cor Mais Quente (França, 2013)
  10. A Viagem (Alemanha/EUA, 2012)

* Menções honrosas: Imaginaerum (Imaginaerum, Finlândia, 2012), belíssimo filme inspirado no álbum homônimo da banda Nightwish, e que não chegou a ser lançado nos cinemas brasileiros, porém teve uma rápida passagem por festivais como o Fantaspoa, que trouxe o filme para Porto Alegre. E também The Day Of The Doctor, especial de 50 anos da série Doctor Who, que foi transmitido simultaneamente em salas de cinemas de mais de 90 países, e contou com um roteiro muito mais ambicioso e complexo que boa parte da produção cinematográfica no ano. Além de Martha Marcy May Marlene (EUA, 2011) e O Segredo da Cabana (The Cabin In The Woods, EUA, 2012), dois filmes sensacionais que só chegaram por aqui em DVD.

E as demais categorias, com os vencedores em negrito:

Melhor Direção

  • Capitão Phillips (Paul Greengrass)
  • Gravidade (Alfonso Cuarón)
  • A Hora Mais Escura (Kathryn Bigelow)
  • Mistérios de Lisboa (Raul Ruiz)
  • Os Suspeitos (Denis Villeneuve)

 Melhor Elenco

  • A Caça
  • Killer Joe: Matador de Aluguel
  • Mistérios de Lisboa
  • Muito Barulho Por Nada
  • Os Suspeitos

 Melhor Ator

  • A Caça (Mads Mikkelsen)
  • Capitão Phillips (Tom Hanks)
  • O Mestre (Joaquin Phoenix)
  • Mistérios de Lisboa (Adriano Luz)
  • Rush: No Limite da Emoção (Daniel Brühl)

 Melhor Atriz

  • Amor (Emmanuelle Riva)
  • Antes da Meia Noite (Julie Delpy)
  • Azul é a Cor Mais Quente (Adèle Exarchopoulos)
  • Blue Jasmine (Cate Blanchett)
  • Ferrugem e Osso (Marion Cotillard)

 Melhor Ator Coadjuvante

  • Capitão Phillips (Barkhad Abdi)
  • Django Livre (Christoph Waltz)
  • O Mestre (Philip Seymour Hoffman)
  • Mistérios de Lisboa (Ricardo Pereira)
  • Os Suspeitos (Jake Gyllenhaal)

Melhor Atriz Coadjuvante

  • Azul é a Cor Mais Quente (Léa Seydoux)
  • Branca de Neve (Maribel Verdú)
  • Os Miseráveis (Anne Hathaway)
  • Mistérios de Lisboa (Maria João Bastos)
  • Os Suspeitos (Melissa Leo)

 Melhor Roteiro Original

  • Amor (Michael Haneke)
  • Antes da Meia Noite (Ethan Hawke, Julie Delpy & Richard Linklater)
  • A Caça (Thomas Vinterberg & Tobias Lindholm)
  • A Hora Mais Escura (Mark Boal)
  • Os Suspeitos (Aaron Guzikowski)

  Melhor Roteiro Adaptado

  • Capitão Phillips (Billy Ray)
  • Killer Joe: Matador de Aluguel (Tracy Letts)
  • Mistérios de Lisboa (Carlos Saboga)
  • No (Pablo Larraín)
  • A Viagem (Tom Tykwer & Irmãos Wachowski)

Melhor Montagem

  • Branca de Neve (Fernando Franco)
  • Capitão Phillips (Christopher Rouse)
  • A Hora Mais Escura (Dylan Tichenor & William Goldenberg)
  • Rush: No Limite da Emoção (Daniel P. Hanley & Mike Hill)
  • A Viagem (Alexander Berner)

 Melhor Fotografia

  • Anna Karenina (Seamus McGarvey)
  • Branca de Neve (Kiko de la Rica)
  • Capitão Phillips (Barry Ackroyd)
  • Gravidade (Emmanuel Lubezki)
  • Os Suspeitos (Roger Deakins)

 Melhor Direção de Arte

  • Anna Karenina (Sarah Greenwood)
  • Círculo de Fogo (Andrew Neskoromny & Carol Spier)
  • A Espuma dos Dias (Stéphane Rosenbaum)
  • O Hobbit: A Desolação de Smaug (Dan Hannah)
  • A Viagem (Hugh Bateup & Uli Hanisch)

 Melhor Figurino

  • Anna Karenina (Jacqueline Durran)
  • Branca de Neve (Paco Delgado)
  • O Grande Gatsby (Catherine Martin)
  • Lincoln (Joanna Johnston)
  • Os Miseráveis (Paco Delgado)

 Melhor Trilha Sonora

  • Anna Karenina (Dario Marianelli)
  • Branca de Neve (Alfonso de Vilallonga)
  • Gravidade (Steven Price)
  • Homem de Aço (Hans Zimmer)
  • A Viagem (Johnny Klimek, Reinhold Heil & Tom Tykwer)

 Melhor Composição

  • Anna Karenina (“Overture”, de Dario Marianelli)
  • Círculo de Fogo (“Pacific Rim”, de Ramin Djawadi)
  • Gravidade (“Gravity”, de Steven Price)
  • Homem de Ferro 3 (“Can You Dig It”, de Brian Tyler)
  • O Resgate (“Stolen Theme”, de Mark Isham)

 Melhor Canção

  • A Coleção Invisível (“Teus Olhos Cansados”, de Flavio Juliano e Silvain Vanot)
  • Detona Ralph (“Wreck-It, Wreck-It Ralph”, de Jamie Houston)
  • O Hobbit: A Desolação de Smaug (“I See Fire”, de Ed Sheeran)
  • Muito Barulho Por Nada (“Lift Our Hearts”, de Jed Whedon)
  • Oblivion (“Oblivion”, de Anthony Gonzalez e Susanne Sundfør)

 Melhor Maquiagem

  • O Cavaleiro Solitário (Joel Harlow)
  • O Hobbit: A Desolação de Smaug (Peter King, Rick Findlater & Tami Lane)
  • Lincoln (Kay Georgiou & Lois Burwell)
  • Os Miseráveis (Julie Dartnell & Lisa Westcott)
  • Star Trek: Além da Escuridão (Don Lanning, Don Rutherford, Mary L. Mastro)

 Melhor Som

  • Capitão Phillips (Chris Burdon, Chris Munro, Dillon Bennett, James Harrison, Michael Fentum, Mike Prestwood Smith, Oliver Tarney, Pud Cusack, Simon Chase, Tim Fraser)
  • Círculo de Fogo (Csaba Wagner, Glen Gauthier, Nerses Gezalyan, Scott Martin Gershim, Stephen P. Robinson, Tim Waltson)
  • Gravidade (Ben Barker, Danny Freemantle, Glenn Freemantle, Niv Adiri, Skip Lievsay)
  • Os Miseráveis (Andy Nelson, Mark Paterson, Simon Hayes)
  • Rush: No Limite da Emoção (Danny Hambrook, Frank Kruse, Markus Stemler, Stefan Korte, Steve Little)

 Melhores Efeitos Visuais

  • Círculo de Fogo (Eddie Pasquarello, Hal T. Hickel, James E. Price, John Knoll, Zachary Tucker)
  • Elysium (Eric Nordby, Grady Cofer,  Jonathan Harb, Mark Breakspear, Peter Muyzers, Stephen Pepper, Votch Levi)
  • Gravidade (Tim Webber)
  • O Hobbit: A Desolação de Smaug (Eric Saindon, David Clayton, Joe Letteri, R. Christopher White)
  • Star Trek: Além da Escuridão (Ben Grossman, Burt Dalton, Jason Richardson, Patrick Roos, Paul Kavanagh)

 

Aqui a distribuição de indicações:

8 – Capitão Philips
7 – Gravidade | Mistérios de Lisboa | Os Suspeitos
5 – Anna Karenina | Branca de Neve
4 – Círculo de Fogo | O Hobbit: A Desolação de Smaug | A Hora Mais Escura | Os Miseráveis | A Viagem
3 – A Caça | Rush: No Limite da Emoção
2 – Amor | Antes da Meia Noite | Azul é a Cor Mais Quente | Killer Joe: Matador de Aluguel | Lincoln | O Mestre | Muito Barulho Por Nada | Star Trek: Além da Escuridão
1 – Blue Jasmine | O Cavaleiro Solitário | A Coleção Invisível | Detona Ralph | Django Livre | Elysium | A Espuma dos Dias | Ferrugem e Osso | O Grande Gatsby | Homem de Aço | Homem de Ferro 3 | Oblivion | O Resgate

E aqui a relação dos vencedores:

5 – Gravidade
3 – Os Suspeitos
2 – Os Miseráveis | A Viagem
1 – Anna Karenina | Azul é a Cor Mais Quente | A Coleção Invisível | O Grande Gatsby | Homem de Ferro 3 | Killer Joe: Matador de Aluguel | O Mestre

Por fim, as revelações do ano:

  • Aaron Guzikowski (roteirista, Os Suspeitos)
  • Adèle Exarchopoulos (atriz, Azul é a Cor Mais Quente)
  • Barkhad Abdi (ator, Capitão Philips)
  • Isabelle Allen (atriz, Os Miseráveis)
  • Joey King (atriz, Invocação do Mal)
  • Jóhann Jóhannsson (compositor, Mama/Os Suspeitos)
  • Marine Vacth (atriz, Jovem e Bela)
  • Soko (atriz, Augustine)
  • Steven Price (compositor, Gravidade)

E a lista de todos os filmes vistos no ano, com a nota de 1 a 5 ao lado.

  1. 2 Filhos de Francisco (Brasil, 2005) – ****
  2. 2001: Uma Odisseia no Espaço (2001: A Space Odyssey, EUA, 1968) – ****
  3. 2019: O Ano da Extinção (Daybreakers, Austrália/EUA, 2009) – ***
  4. A. I. Inteligência Artificial (A. I. Arfiticial Intelligence, EUA, 2001) – ***
  5. Abraham Lincoln: Caçador de Vampiros (Abraham Lincoln: Vampire Hunter, EUA, 2012) – **
  6. Acorrentados (The Defiant Ones, EUA, 1958) – *****
  7. Ajuste Final (Miller’s Crossing, EUA, 1990) – *****
  8. Alguém Me Vigia (Someone’s Watching Me, EUA, 1978) – ***
  9. Almas Gêmeas (Heavenly Creatures, Nova Zelândia, 1994) – ****
  10. Alucinações do Passado (Jacob’s Ladder, EUA, 1990) – ****
  11. Amante da Rainha, O (En Kongelig Affære, Dinamarca, 2012) – ***
  12. Amor (Amour, Áustria/França, 2012) – *****
  13. Amor Pleno (To The Wonder, EUA, 2013) – ****
  14. Anna Karenina (Anna Karenina, Inglaterra, 2012) – ****
  15. Anônimo (Anonymous, Inglaterra, 2011) – ****
  16. Antes do Amanhecer (Before Sunrise, EUA, 1995) – *****
  17. Antes da Meia Noite (Before Midnight, EUA, 2013) – *****
  18. Antes do Pôr do Sol (Before Sunset, EUA, 2004) – *****
  19. Anticristo (Antichrist, Dinamarca, 2009) – *****
  20. Aquário (Fish Tank, Inglaterra, 2009) – ****
  21. Argo (Argo, EUA, 2012) – *****
  22. Arizona Nunca Mais (Raising Arizona, EUA, 1987) – ****
  23. Armageddon (Armageddon, EUA, 1998) – ***
  24. Assalto à 13º DP (Assault on Precinct 13, EUA, 1976) – ****
  25. Até Que a Sorte nos Separe 2 (Brasil, 2013) – *
  26. Através de um Espelho (Såsom i en Spegel, Suécia, 1961) – ****
  27. Augustine (Augustine, França, 2012) – ***
  28. Aventuras de Pi, As (Life of Pi, EUA, 2012) – ****
  29. Aventuras de Tintin: O Segredo do Licorne, As (The Adventures of Tintin: The Secret of the Unicorn, EUA, 2011) – ****
  30. Aventureiros do Bairro Proibido, Os (Big Trouble in Little China, EUA, 1986) – ***
  31. Azul é a Cor Mais Quente (La Vie D’Adèle, França, 2013) – *****
  32. Bird (Bird, EUA, 1988) – **
  33. Blue Jasmine (Blue Jasmine, EUA, 2013) – ****
  34. Branca de Neve (Blancanieves, Espanha, 2012) – ****
  35. Brown Bunny, The (The Brown Bunny, EUA, 2003) – ***
  36. Bruma Assassina, A (The Fog, EUA, 1980) – **
  37. Caça, A (Jagten, Dinamarca, 2012) – *****
  38. Caça aos Gângsteres (Gangster Squad, EUA, 2013) – ****
  39. Calor da Noite, No (In The Heat Of The Night, EUA, 1967) – *****
  40. Camille Claudel, 1915 (Camille Claudel, 1915, França, 2013) – ***
  41. Candidatos, Os (The Campaign, EUA, 2012) – ***
  42. Canibal Holocausto (Cannibal Holocaust, Itália, 1980) – ****
  43. Capital, O (Le Capital, França, 2012) – *****
  44. Capitão Phillips (Captain Phillips, EUA, 2013) – *****
  45. Carlos, O Chacal (Carlos, França, 2010) – *****
  46. Carne (Carne, França, 1991) – ***
  47. Casa Silenciosa, A (Silent House, EUA, 2011) – ****
  48. Casablanca (Casablanca, EUA, 1942) – *****
  49. Cavaleiro Solitário, O (The Lone Ranger, EUA, 2013) – ****
  50. Caverna dos Sonhos Esquecidos (Cave of Forgotten Dreams, Alemanha/França, 2010) – ****
  51. Christine: O Carro Assassino (Christine, EUA, 1983) – ****
  52. Cidade das Sombras (Dark City, EUA, 1998) – *****
  53. Cinzas do Passado (Dung Che Sai Duk, Hong Kong, 1994) – ***
  54. Círculo de Fogo (Pacific Rim, EUA, 2013) – *****
  55. Closer: Perto Demais (Closer, Inglaterra, 2004) – ****
  56. Clube dos Cinco (The Breakfast Club, EUA, 1985) – *****
  57. Código de Honra (Puncture, EUA, 2011) – ****
  58. Coleção Invisível, A (Brasil, 2012) – ****
  59. Como Roubar Um Milhão de Dólares (How to Steal a Million, EUA, 1966) – ****
  60. Corpo Que Cai, Um (Vertigo, EUA, 1958) – ****
  61. Cosmópolis (Cosmopolis, Canadá, 2012) – ***
  62. Cozzilla (Godzilla, EUA/Itália/Japão, 1977) – ***
  63. Cypher (Cypher, Canadá/EUA, 2002) – ****
  64. Dark Star (Dark Star, EUA, 1974) – *
  65. Death Game (Death Game, EUA, 1977) – ****
  66. Delicatessen (Delicatessen, França, 1991) – ****
  67. Detona Ralph (Wreck-It Ralph, EUA, 2012) – *****
  68. Discurso do Rei, O (The King’s Speech, Inglaterra, 2010) – ***
  69. Ditador, O (The Dictator, EUA, 2012) – ***
  70. Django Livre (Django Unchained, EUA, 2012) – *****
  71. Doctor Who: The Day Of The Doctor (Doctor Who: The Day Of The Doctor, Inglaterra, 2013) – *****
  72. Doctor Who: The Movie (Doctor Who: The Movie, Inglaterra, 1996) – **
  73. Dragon Ball Z: A Batalha dos Deuses (Dragon Ball Z: Kami to Kami, Japão, 2013) – ***
  74. E.T: O Extraterrestre (E.T: The Extraterrestrial, EUA, 1984) – *****
  75. Eclipse, O (L’Eclipsse, Itália, 1962) – ****
  76. Elefante Branco (Elefante Blanco, Argentina, 2012) – ****
  77. Elysium (Elysium, EUA, 2013) – ****
  78. Enigma de Outro Mundo, O (The Thing, EUA, 1982) – ***
  79. Entidade, A (Sinister, EUA, 2012) – ****
  80. Espuma dos Dias, A (L’écume des Jours, França, 2013) – ****
  81. Estranha Obsessão (La Femme du Vème, França/Inglaterra/Polônia, 2011) – ***
  82. Eu, Anna (I, Anna, Inglaterra, 2012) – ***
  83. Exercício do Poder, O (L’exercice de L’etat, França, 2011) – ****
  84. Fabuloso Doutor Dolittle, O (Doctor Dolittle, EUA, 1967) – **
  85. Fahrenheit 11 de Setembro (Fahrenheit 9/11, EUA, 2004) – *****
  86. Farrapo Humano (The Lost Weekend, EUA, 1945) – *****
  87. Ferrugem e Osso (De Rouille et D’os, França, 2013) – ****
  88. Flores Raras (Brasil, 2013) – ***
  89. Fuga de Nova York (Escape From New York, EUA, 1981) – *****
  90. Gosto de Sangue (Blood Simple, EUA, 1984) – ****
  91. Grande Gatsby, O (The Great Gatsby, EUA, 2013) – ***
  92. Gravidade (Gravity, EUA, 2013) – *****
  93. Grito, O (Ju-on, Japão, 2002) – **
  94. Guerra Mundial Z (World War Z, EUA, 2013) – ****
  95. Hobbit: A Desolação de Smaug, O (The Hobbit: The Desolation Of Smaug, EUA/Nova Zelândia, 2013) – ****
  96. Homem ao Lado, O (El Hombre de Al Lado, Argentina, 2009) – ****
  97. Homem de Aço (Man Of Steel, EUA, 2013) – ****
  98. Homem de Ferro 3 (Iron Man 3, EUA, 2013) – ****
  99. Hora Mais Escura, A (Zero Dark Thirty, EUA, 2012) – *****

100.Hospedeira, A (The Host, EUA, 2013) – *
101.Imaginaerum (Imaginaerum, Canadá/Finlândia, 2012) – *****
102.Impossível, O (Lo Imposible, Espanha, 2012) – *****
103.Incêndios (Incendies, Canadá, 2010) – *****
104.Inimigo Meu (Enemy Mine, EUA, 1985) – *****
105.Invasora, A (À L’intérieur, França, 2007) – ****
106.Invocação do Mal (The Conjuring, EUA, 2013) – ****
107.Jack Reacher: O Último Tiro (Jack Reacher, EUA, 2012) – ****
108.João e Maria: Caçadores de Bruxas (Hansel & Gretel: Witch Hunters, EUA, 2013) – ***
109.Jogo Subterrâneo (Brasil, 2005) – ***
110.John Carter: Entre Dois Mundos (John Carter, EUA, 2012) – **
111.Jovem e Bela (Jeune & Jolie, França, 2013) – ****
112.Justiceiro Mascarado, O (Franklyn, França/Inglaterra, 2008) – ****
113.Kagemusha: A Sombra do Samurai (Kagemusha, Japão, 1980) – ***
114.Killer Joe: Matador de Aluguel (Killer Joe, EUA, 2011) – *****
115.Lado Bom da Vida, O (Silver Linings Playbook, EUA, 2012) – *****
116.Lenda do Tesouro Perdido: O Livro dos Segredos, A (National Treasure: Book Of Secrets, EUA, 2007) – ***
117.Lincoln (Lincoln, EUA, 2012) – ***
118.Mama (Mama, EUA, 2013) – **
119.Mão do Diabo, A (Frailty, EUA, 2001) – **
120.Mercenários 2, Os (The Expendables 2, EUA, 2012) – ***
121.Mestre, O (The Master, EUA, 2012) – *****
122.Metallica: Through The Never (Metallica: Through The Never, EUA, 2013) – ***
123.Miseráveis, Os (Les Miserábles, EUA, 2012) – ***
124.Mistérios de Lisboa (Mistérios de Lisboa, Portugal, 2010) – *****
125.Monstros S.A. (Monsters, Inc., EUA, 2001) – *****
126.Moulin Rouge! Amor em Vermelho (Moulin Rouge!, EUA, 2001) – ****
127.Muito Barulho Por Nada (Much Ado About Nothing, EUA, 2013) – ****
128.Mulan (Mulan, EUA, 1998) – *****
129.Nascido Para Matar (Full Metal Jacket, EUA, 1987) – ****
130.Nikos, o Empalador (Nikos, Alemanha, 2003) – *
131.No (No, Chile, 2012) – *****
132.Nove Crônicas Para um Coração aos Berros (Brasil, 2013) – ***
133.Oblivion (Oblivion, EUA, 2013) – ****
134.Onze Homens e um Segredo (Ocean’s Eleven, EUA, 2001) – *****
135.Os Outros (The Others, EUA, 2001) – ****
136.Parker (Parker, EUA, 2013) – *
137.Pavor nos Bastidores (Stage Fright, EUA, 1950) – ****
138.Perseguição, A (The Grey, EUA, 2011) – ****
139.Pietá (Pieta, Coréia do Sul, 2012) – ****
140.Piratas do Caribe: No Fim do Mundo (Pirates Of The Caribbean: At World’s End, EUA, 2007) – *****
141.Preço do Amanhã, O (In Time, EUA, 2011) – ****
142.Prelúdio Para Matar (Profondo Rosso, Itália, 1975) – ****
143.Príncipe das Sombras (Prince of Darkness, EUA, 1987) – *
144.Quanto Mais Quente Melhor (Some Like It Hot, EUA, 1959) – ****
145.Quarteto, O (Quartet, Inglaterra, 2012) – ****
146.Quero Matar Meu Chefe (Horrible Bosses, EUA, 2011) – ***
147.R. I. P. D: Agentes do Além (R. I. P. D, EUA, 2013) – ***
148.Rape Zombie: A Luxúria dos Mortos (Reipu zonbi: Lust of the Dead, Japão, 2012) – *
149.Reality da Morte (The Task, EUA, 2011) – **
150.Reino de Fogo (Reign of Fire, EUA/Inglaterra, 2002) – ***
151.Resgate, O (Stolen, EUA, 2012) – ***
152.Riddick 3 (Riddick, EUA, 2013) – ****
153.Rota de Fuga (Escape Plan, EUA, 2013) – ***
154.Rush: No Limite da Emoção (Rush, EUA, 2013) – ****
155.Segredo da Cabana, O (The Cabin In The Woods, EUA, 2012) – *****
156.Segredo das Joias, O (The Asphalt Jungle, EUA, 1950) – *****
157.Sessões, As (The Sessions, EUA, 2012) – ***
158.Sete Psicopatas e um Shih Tzu (Seven Psychopaths, Inglaterra, 2012) – ***
159.Shaft (Shaft, EUA, 2000) – ***
160.Sobrenatural (Insidious, EUA, 2011) – ***
161.Som ao Redor, O (Brasil, 2013) – ***
162.Sorte em Suas Mãos, A (La Suerte en Tus Manos, Argentina, 2012) – ***
163.Sozinho Contra Todos (Seul Contre Tous, França, 1998) – ****
164.Star Trek (Star Trek, EUA, 2009) – *****
165.Star Trek: Além da Escuridão (Star Trek: Into Darkness, EUA, 2013) – *****
166.Starman: O Homem das Estrelas (Starman, EUA, 1984) – **
167.Suspeitos, Os (Prisoners, EUA, 2013) – *****
168.Suspiria (Suspiria, Itália, 1977) – *****
169.Swimming Pool: À Beira da Piscina (Swimming Pool, França/Inglaterra, 2003) – ****
170.Tabloide (Tabloid, EUA, 2010) – ****
171.Tabu (Tabu, Portugal, 2012) – ****
172.Tarde Demais Para Esquecer (An Affair to Remember, EUA, 1957) – ****
173.Tempo e o Vento, O (Brasil, 2013) – **
174.Terapia de Risco (Side Effects, EUA, 2013) – ****
175.Tese Sobre um Homicídio (Tesis sobre un Homicidio, Argentina, 2013) – ****
176.Thor: O Mundo Sombrio (Thor: The Dark World, EUA, 2013) – ****
177.Todos os Meus Amigos São Cantores de Funeral (All My Friends Are Funeral Singers, EUA, 2010) – *
178.Toque de Pecado, Um (Tian Zhu Ding, China, 2013) – ***
179.Tortura do Silêncio, A (I Confess, EUA, 1953) – ****
180.Tropa de Elite (Brasil, 2007) – *****
181.Tropa de Elite 2 (Brasil, 2010) – *****
182.Tudo Que Você Sempre Quis Saber Sobre Sexo Mas Tinha Medo de Perguntar (Everything You Always Wanted To Know About Sex But Were Afraid To Ask, EUA, 1972) – ***
183.Viagem, A (Cloud Atlas, Alemanha/EUA/Hong Kong, 2012) – *****
184.Vida Secreta de Walter Mitty (The Secret Life Of Walter Mitty, EUA, 2013) – ****
185.Vingadores, Os (The Avengers, EUA, 2012) – *****
186.Vingança Sem Limites (The Girl From The Naked Eye, EUA, 2012) – ***
187.Voo, O (Flight, EUA, 2012) – ***
188.Weekend à Francesa (Week End, França, 1967) – ****
189.Woody Allen: Um Documentário (Woody Allen: A Documentary, EUA, 2012) – ****
190.Zift (Zift, Bulgária, 2008) – ***
191.Zombie: O Despertar dos Mortos (Dawn Of The Dead, EUA/Itália, 1978) – *****
192.Zombio 2: Chimarrão Zombies (Brasil, 2013) – **

É isso aí, pessoal.

h1

Vencedores do Oscar 2013

25/02/2013

YES! Argo venceu e esse foi o ano em que mais acertei vencedores desde que comecei a brincar de adivinho do Oscar. Foram 18 acertos entre 24 categorias, algumas cheias de incertezas.

MELHOR FILME

Argo (Ben Affleck, George Clooney, Grant Heslov)

Previsto corretamente. Haters gonna hate. Grant Heslov parece que não dorme há séculos, considerando suas olheiras. Muito legal ele ter citado Affleck como diretor do filme várias vezes. E Affleck estava visivelmente emocionado e sem saber o que falar ao agradecer o prêmio. George Clooney, simpático e sábio, dispensou o microfone, sabendo que a noite era de Affleck e não dele.

MELHOR DIREÇÃO

Ang Lee, por As Aventuras de Pi

Errei. Não deveria ser tão surpreendente. Imaginei que se Spielberg não levasse, Haneke ficaria com a graça, mas parece que a teoria de que ambos dividiriam votos abrindo caminho para Ang Lee de fato procedeu.

MELHOR ATOR

Daniel Day-Lewis, por Lincoln

Acertei. Ver Day-Lewis recebendo sua terceira estatueta pelas mãos de ninguém menos que Meryl Streep foi certamente o maior momento da noite.

MELHOR ATRIZ

Jennifer Lawrence, por O Lado Bom da Vida

Errei. Era a favorita e de fato entrega uma performance forte e imponente em O Lado Bom da Vida, mas eu preferia mil vezes o trabalho da veterana Emmanuelle Riva no devastador Amor. E como comentado no post anterior, me parecia que ela venceria. Lawrence tropeçando no próprio vestido ao subir as escadas do palco para receber o prêmio foi algo bastante desconcertante. Coitadinha. Ela realmente não esperava vencer.

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Christoph Waltz, por Django Livre

Acertei. Primeiro prêmio da noite. Começar acertando logo uma categoria tão imprevisível quanto essa me deixou bem empolgado, e a maioria das vitórias seguintes justificou minha empolgação. Resta saber se Waltz estava realmente super emocionado ou simplesmente tentando ser engraçado sem ter sido bem sucedido.

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Anne Hathaway, por Os Miseráveis

Acertei. Anne Hathaway conseguiu fazer o pior discurso da noite, num momento mais vergonha alheia que o subsequente tropeço de Jennifer Lawrence. Aquele “It came true” foi cafonésimo. É incrível como a atriz que imitou Hathaway nesse vídeo paródia conseguiu captar a exata essência do que a dita cuja acabou de fato fazendo no seu discurso.

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

Chris Terrio, por Argo

Acertei. Quando anunciaram o vencedor, a subsequente vitória de Argo como melhor filme ficou ainda mais evidente.

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

Quentin Tarantino, por Django Livre

Errei. Não deveria, mas fiquei surpreso. Eu realmente tinha um feeling muito forte por Michael Haneke aqui. Tarantino ganhando foi legal, o discurso dele foi bacana.

MELHOR MONTAGEM

William Goldenberg…

Quem apresentou essa categoria demorou consideráveis segundos para citar o nome de Goldenberg e depois o filme pelo qual concorria. Fiquei tenso até escutar “Por Argo!” Acertei.

MELHOR FOTOGRAFIA

Claudio Miranda, por As Aventuras de Pi

Acertei. Até um dia antes de lançar minhas apostas, senti uma tendência de vitória para Roger Deakins, mas voltei atrás e voltei minha atenção para As Aventuras de Pi, que de fato tem uma fotografia linda – e muitas vezes esse adjetivo pesa mais na cabeça dos votantes. E Claudio Miranda é uma figura.

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE

Rick Carter, por Lincoln

Errei. Maior surpresa da noite. Ainda mais surpreendente do que aquilo que aconteceu na categoria de edição de som (e que explicarei quando chegarmos lá). Elogiei a direção de arte de Lincoln na minha crítica sobre o filme, mas justamente por ela ser discreta e não chamar atenção para si. É estranho que tenha ganhado, ainda mais concorrendo com filmes mais visualmente atraentes como Anna Karenina e O Hobbit.

MELHOR FIGURINO

Jacqueline Durran, por Anna Karenina

Acertei. Segue a lei universal de filmes de época ganhando aqui.

MELHOR MAQUIAGEM

Julie Dartnell e Lisa Westcott, por Os Miseráveis

Acertei. Fiquei feliz por amarelar na aposta em O Hobbit e trocar meu voto.

MELHOR TRILHA SONORA

Mychael Danna, por As Aventuras de Pi

Acertei. Vitória merecida para um dos melhores compositores menos conhecidos (até agora). Chamaram o elenco principal de Chicago para apresentar a categoria. Quando Richard Gere abriu o envelope e mostrou o conteúdo para Renée Zellweger, foi patético vê-la não conseguir ler o vencedor, de tanto botox que meteu na cara. Percebendo a gafe, Queen Latifa espiou o que estava escrito e deu aquele berro anunciando “Life of Pi, Mychael Danna!”

MELHOR CANÇÃO

“Skyfall”, de Adele e Pau Epworth para 007: Operação Skyfall

Acertei. Já estava na hora de um filme do 007 ganhar nessa categoria. Todo o brilho (e baita voz) de Adele ajudou isso a acontecer. A canção ser excelente também. E Adele fez o melhor discurso da noite.

MELHOR EDIÇÃO DE SOM

Empate!

Quando Mark Wahlberg, acompanhado do urso TED, anunciou que havia acontecido um empate, todo o planeta jurou que era uma piada. Wahlberg contribuiu para isso ao não sair do personagem quando leu “It’s a tie”. Um dos melhores momentos da noite.

Venceram Paul N. J. Ottosson por A Hora Mais Escura, e a dupla Karen M. Baker e Per Hallberg responsável por 007: Operação Skyfall. Acertei por ter apostado em Skyfall, e fiquei ainda mais feliz por A Hora Mais Escura ter vencido também. Obs: Per Hallberg parece o Rick Wakeman.

MELHOR MIXAGEM

Andy Nelson, Mark Paterson e Simon Hayes por Os Miseráveis

Acertei. Nenhuma surpresa aqui. A mixagem de Os Miseráveis é realmente sensacional.

MELHOR EFEITOS VISUAIS

Bill Westenhofer, Donald Elliott, Erik De Boer e Guillaume Rocheron por As Aventuras de Pi

Acertei. Não sei qual deles foi, mas o cara monopolizou o microfone, não deixou nenhum colega falar, e a orquestra teve que abafar seu interminável discurso com acordes da trilha de Tubarão. A câmera depois focou o rosto de Nicole Kidman, que se mostrou #xatiada com a atitude do sujeito. UPDATE: Revi totalmente minha opinião sobre o discurso depois de ler esse texto aqui.

MELHOR ANIMAÇÃO

Valente, de Mark Andrews e Brenda Chapman

Errei. Às vezes a Pixar ganha porque é a Pixar. Tanto Frankenweenie, quanto ParaNorman e principalmente Detona Ralph eram superiores a Valente.

MELHOR FILME EM LÍNGUA NÃO-INGLESA

Amor

Acertei. Ver Michael Haneke vencendo e agradecendo com aquele carregado sotaque alemão foi uma das coisas mais lindas da noite. Não sei como um velhinho tão fofo pode fazer filmes tão destruidores.

MELHOR DOCUMENTÁRIO

Searching For Sugar Man

Acertei.

MELHOR CURTAMETRAGEM

Curfew

Acertei.

MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO

Paperman

Troquei minha aposta no último minuto por Head Over Heels e me arrependo. Errei.

MELHOR CURTA DOCUMENTÁRIO

Inocente

Todo mundo dizia Open Heart, mas Inocente levou. Errei.

Relação dos vencedores:

4 – As Aventuras de Pi (direção, fotografia, trilha sonora, efeitos visuais)

3 – Argo (filme, roteiro adaptado, montagem) | Os Miseráveis (atriz coadjuvante, maquiagem, mixagem de som)

2 – 007: Operação Skyfall (canção, edição de som) | Django Livre (ator coadjuvante, roteiro original) | Lincoln (ator, direção de arte)

1 – Amor (filme estrangeiro) | Anna Karenina (figurino) | Curfew (curta) | A Hora Mais Escura (edição de som) | Inocente (curta documentário) | O Lado Bom da Vida (atriz) | Paperman (curta de animação) | Searching For Sugar Man (documentário) | Valente (animação)

Como eu havia previsto, o maior vencedor da noite ficou com não mais do que quatro vitórias, e o melhor filme ficou com três. É, em 2013 eu fui um bom oscarologista. Que venha 2014!

h1

Apostas para o Oscar 2013

22/02/2013

Depois de uma das campanhas pré-Oscar mais inconsistentes em muitos anos, com frequentes trocas de favoritos, finalmente chegamos aos últimos momentos que precedem a cerimônia mais badalada do cinema mundial. Não a mais importante ou artisticamente respeitável, mas com certeza a que recebe maior atenção da mídia e do mundo. E dessa vez, a alta imprevisibilidade quanto aos vencedores deixa a coisa muito mais interessante.

Vamos tentar deixar de lado a decisão tosca da Academia de continuar nessa de indicar entre 5 e 10 filmes. Vamos focar apenas nos indicados. Assim como no ano passado, dessa vez são 9 filmes.

MELHOR FILME

  • Amor
  • Argo
  • As Aventuras de Pi
  • Django Livre
  • A Hora Mais Escura
  • Indomável Sonhadora
  • O Lado Bom da Vida
  • Lincoln
  • Os Miseráveis

Vai vencer: Argo

Desde o começo das especulações sobre o futuro vencedor do Oscar, Argo estava no topo das apostas. Então Lincoln ganhou força. Depois As Aventuras de Pi. O Lado Bom da Vida e Indomável Sonhadora acompanhando todos o tempo todo, mas sempre como candidatos a indicação, nunca como prováveis vencedores. E em dezembro A Hora Mais Escura começou a ganhar os prêmios da crítica. Parecia que Kathryn Bigelow seria não apenas a primeira mulher a ganhar um Oscar de direção, mas também a segunda. (foi ela que ganhou com Guerra ao Terror). Mas aí começou toda aquela polêmica babaca de o filme supostamente defender o uso da tortura (uma ideia ridícula para qualquer pessoa que tenha visto o filme), e o favoritismo diminuiu. Então, os holofotes pareciam que estavam se voltando para Lincoln, a julgar pelas singelas 12 indicações do filme. Só que de repende Argo papou TODOS os prêmios relevantes pré-Oscar (PGA, DGA, WGA, SAG, BAFTA), com Ben Affleck inclusive sendo condecorado pelo sindicato dos diretores, mesmo nem tendo sido indicado a melhor diretor no Oscar. É esse detalhe que deixou tão interessante os metros finais da corrida do Oscar 2013. A última vez que um filme ganhou o Oscar sem ter sido sequer indicado a melhor direção foi em 1990, com Conduzindo Miss Daisy. Creio que Argo quebrará esse hiato de 23 anos.

Se Argo não levar, minha segundo aposta é Lincoln. Amor é a terceira.

Meu preferido é A Hora Mais Escura. Depois Argo. Depois Amor. Depois Django. Depois Pi. Depois O Lado Bom da Vida. Não vi Indomável Sonhadora, e realmente não quero que Lincoln ou Os Miseráveis ganhe.

MELHOR DIREÇÃO

  • Ang Lee, por As Aventuras de Pi
  • Benh Zeitlin, por Indomável Sonhadora
  • David O. Russell, por O Lado Bom da Vida
  • Michael Haneke, por Amor
  • Steven Spielberg, por Lincoln

Vai vencer: Steven Spielberg

Se Ben Affleck tivesse sido indicado, a vitória era dele. Como não foi, things are a mess, e acho que Spielberg leva a vantagem por seu filme contar com o maior número de indicações, e por ser Spielberg. Eu realmente gosto da ideia de Spielberg ganhar um terceiro Oscar. Mas não por Lincoln. Michael Haneke é um diretor brilhante que nunca havia sido indicado antes, e as 5 indicações de Amor mostrando que a Academia realmente gostou de seu filme. Considerando que o grande favorito da noite não compete nessa categoria, Haneke pode acabar levando o prêmio, o que seria uma das coisas mais lindas da história do universo conhecido pelo homem. E Ang Lee é um diretor cuja versatilidade impressiona sempre, e que certamente também mereceria vencer. Se os votos tomarem dois extremos, com Spielberg e Haneke, Lee é capaz de ganhar.

Meu preferido é Michael Haneke. Seguido de Ang Lee. Não sei quanto a Benh Zeitlin, e por mais que eu adore David O. Russell, acho que ainda não chegou a vez dele.

MELHOR ATOR

  • Bradley Cooper, por O Lado Bom da Vida
  • Daniel Day Lewis, por Lincoln
  • Denzel Washington, por O Voo
  • Hugh Jackman, por Os Miseráveis
  • Joaquin Phoenix, por O Mestre

Vai vencer: Daniel Day-Lewis

O cara não é um ator. O cara é uma força da natureza. Vai ganhar e se tornar o primeiro ator na História da Academia a ganhar um terceiro Oscar como protagonista. E por mais que eu considere a atuação de Joaquin Phoenix melhor, vou ficar mais do que feliz em ver Day-Lewis receber sua terceira estatueta.

MELHOR ATRIZ

  • Emmanuelle Riva, por Amor
  • Jennifer Lawrence, por O Lado Bom da Vida
  • Jessica Chastain, por A Hora Mais Escura
  • Naomi Watts, por O Impossível
  • Quvenzhané Wallis, por Indomável Sonhadora

Vai vencer: Emmanuelle Riva

Todos os ventos suspirados pelo Oscar Whisperer Harvey Weinstein parecem apontar para uma vitória de Jennifer Lawrence, MAS leiam os comentários do Pablo Villaça sobre essa categoria, pois concordo exatamente com o que ele diz. E mesmo não tendo visto Indomável Sonhadora, acho ridícula a indicação de Quvenzhané Wallis. Uma criança de 9 anos sendo indicada ao Oscar. Na boa, é uma ofensa ao trabalho de atrizes profissionais. Helen Mirren, Marion Cotillard ficando de fora pra dar vaga para uma “Hushpuppy”. De fato, um dia as crianças vão ler nos livros de História que uma Hushpuppy foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz.

Minha preferida é Emmanuelle Riva. Meu eu não ficaria chateado com a vitória de nenhuma das outras três indicadas.

MELHOR ATOR COADJUVANTE

  • Alan Arkin, por Argo
  • Christoph Waltz, por Django Livre
  • Philip Seymour Hoffman, por O Mestre
  • Robert De Niro, por O Lado Bom da Vida
  • Tommy Lee Jones, por Lincoln

Vai vencer: Christoph Waltz

Se em 2010 a vitória de Waltz por Bastardos Inglórios era uma das únicas certezas do Oscar daquele ano, agora é uma das maiores dúvidas. Junto com Melhor Direção, essa é provavelmente a categoria mais incerta de todas. Tommy Lee Jones me parece ser o outro candidato com mais chances. Mas talvez De Niro leve por essa ser sua primeira indicação em décadas e sua primeira interpretação digna de nota em muito tempo. Ou talvez Hoffman, por ser o melhor deles. E ninguém sabe o que Alan Arkin está fazendo aí.

Meu preferido é Hoffman, mas ficarei feliz com a vitória de qualquer um (menos Arkin).

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

  • Amy Adams, por O Mestre
  • Anne Hathaway, por Os Miseráveis
  • Helen Hunt, por As Sessões
  • Jacki Weaver, por O Lado Bom da Vida
  • Sally Field, por Lincoln

Vai vencer: Anne Hathaway

Uma das únicas certezas da noite. Jacki Weaver parece ter sido indicada apenas para O Lado Bom da Vida emplacar competidores em todas as categorias de atuação (algo que não acontecia há uma caçambada de tempo – não sei qual foi o último filme a conseguir tal feito). Helen Hunt tem uma ótima atuação em As Sessões, mas não ganhou nenhum prêmio importante, o que diminui em muito suas chances de vitória. Sally Field foi indicada porque Lincoln. Sua atuação é chatíssima e é de longe a pior entre as concorrentes. E minha amada Amy Adams se torna a segunda atriz com o maior número de indicações como coadjuvante na História da Academia, crédito compartilhado com outras três atrizes cujos nomes não me vem à mente no momento.

Minha preferida é Amy Adams. Mas acho a atuação de Hathaway em Os Miseráveis a melhor coisa do filme, e certamente será uma vitória merecida.

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

  • Amor (Michael Haneke)
  • Django Livre (Quentin Tarantino)
  • A Hora Mais Escura (Mark Boal)
  • Moonrise Kingdom (Wes Anderson e Roman Coppola)
  • O Voo (John Gatins)

Vai vencer: Amor

A Hora Mais Escura venceu praticamente todos os prêmios da categoria até o momento e sua vitória aqui, além de merecida, seria o bem-vindo prêmio de consolação para o filme. Mas Mark Boal venceu recentemente por Guerra ao Terror, e, como disse antes, a Academia parece realmente ter gostado de Amor – certamente mais do que de A Hora Mais Escura. Apostar em Haneke aqui é meu no guts no glory. Mas eu não me surpreenderia e tão pouco ficaria chateado se Tarantino levasse seu segundo tiozinho de ouro pra casa.

Meu preferido é A Hora Mais Escura. E Amor e Django. Moonrise Kingdom e O Voo não.

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

  • Argo (Chris Terrio)
  • As Aventuras de Pi (David Magee)
  • Indomável Sonhadora (Benh Zeitlin e Lucy Alibar)
  • O Lado Bom da Vida (David O. Russell)
  • Lincoln (Tony Kushner)

Vai vencer: Argo

É o favorito para ganhar Melhor Filme. Apenas natural que leve roteiro junto, ainda mais que o diretor não foi indicado. E é meu preferido.

MELHOR MONTAGEM

  • Argo (William Goldenberg)
  • A Hora Mais Escura (William Goldenberg e Dylan Tichenor)
  • As Aventuras de Pi (Tim Squyres)
  • O Lado Bom da Vida (Crispin Struthers e Jay Cassidy)
  • Lincoln (Michael Kahn)

Vai vencer: Argo

Vai na carona do Melhor Filme, além de ser uma vitória merecida, já que o longa conta com um dos clímax mais tensos de 2012. Adoro O Lado Bom da Vida, mas o trabalho dos montadores Crispin Struthers e Jay Cassidy realmente não é um dos chamativos do filme. Lincoln também não apresenta um trabalho de montagem muito desafiador. Vários filmes mereciam mais essas duas vagas. 007: Operação Skyfall e A Viagem, por exemplo.

Meu preferido é A Hora da Escuridão, mas ficarei feliz com a vitória de Argo. Não só porque o filme merece o prêmio, como o vencedor, em qualquer um dos casos, será o mesmo – William Goldenberg, que montou ambos.

MELHOR FOTOGRAFIA

  • 007: Operação Skyfall (Roger Deakins)
  • Anna Karenina (Seamus McGarvey)
  • As Aventuras de Pi (Claudio Miranda)
  • Django Livre (Robert Richardson)
  • Lincoln (Janusz Kaminski)

Vai vencer: As Aventuras de Pi

Ainda que o 3D não seja aplicado corretamente na maior parte do filme, a fotografia de Claudio Miranda é uma das coisas mais lindas que o cinema viu em 2012, e certamente guiará os votantes da Academia a marcar o nome do cinegrafista na cartela de votação. Robert Richardson não pode ganhar, pois venceu seu terceiro Oscar no ano passado. Sendo o filme de época da vez, Anna Karenina teria tudo para ganhar caso não houvesse As Aventuras de Pi com quem competir. E se Lincoln vencer aqui, será uma lavada (apesar de também se passar no passado, considero Lincoln um filme político e não um filme de época).

Meu preferido é 007: Operação Skyfall, não só porque é uma baita fotografia, mas porque já passou do tempo de Roger Deakins ganhar seu primeiro Oscar.

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE

  • Anna Karenina (Sarah Greenwood)
  • As Aventuras de Pi (David Gropman)
  • O Hobbit: Uma Jornada Inesperada (Dan Hennah)
  • Lincoln (Rick Carter)
  • Os Miseráveis (Eve Stewart)

Vai vencer: Anna Karenina

Ganhou o prêmio do sindicato dos diretores de arte e vai compensar tanto Orgulho e Preconceito quanto Desejo e Reparação terem perdido essa categoria. O Hobbit, apesar de ter uma ótima cenografia, pode ser encarado pelos velhinhos da Academia como “mais do mesmo”. As Aventuras de Pi nem deveria ter sido indicado – tem conceitos visuais interessantes, mas a esmagadora maior parte do filme se passe no mesmo cenário. A direção de Tom Hooper não permite ao espectador enxergar a direção de arte de Os Miseráveis. E Lincoln tem uma recriação de época competente, mas nada que justifique um Oscar.

Ainda não vi Anna Karenina, mas já é meu preferido pelo motivo explicado no parágrafo anterior.

MELHOR FIGURINO

  • Anna Karenina (Jacqueline Durran)
  • Branca de Neve e o Caçador (Colleen Atwood)
  • Espelho, Espelho Meu (Eiko Ishioka)
  • Lincoln (Joanna Johnston)
  • Os Miseráveis (Paco Delgado)

Vai vencer: Anna Karenina

Pelos mesmos motivos descritos acima.

MELHOR MAQUIAGEM

  • Hitchcock (Howard Berger, Martin Samuel e Peter Montagna)
  • O Hobbit: Uma Jornada Inesperada (Peter King, Rick Findlater e Tami Lane)
  • Os Miseráveis (Julie Dartnell e Lisa Westcott)

Vai vencer: Os Miseráveis

Eu queria apostar em O Hobbit, mas lembrei que Harry Potter perdeu para A Dama de Ferro e fiquei com medo.

MELHOR TRILHA SONORA

  • 007: Operação Skyfall (Thomas Newman)
  • Anna Karenina (Dario Marianelli)
  • Argo (Alexandre Desplat)
  • As Aventuras de Pi (Mychael Danna)
  • Lincoln (John Williams)

Vai vencer: As Aventuras de Pi

Já estava na hora de Mychael Danna ganhar o devido reconhecimento. Seu trabalho em As Aventuras de Pi é maravilhoso e certamente merece vencer. Por outro lado, também já passou da hora de Thomas Newman ganhar um Oscar, e em Operação Skyfall ele fez cair o queixo de todos que não acreditam na sua capacidade de compor uma trilha para um filme de ação. Argo foi indicado porque aparentemente Desplat tem sempre vaga garantida no Oscar faz cinco anos – e ele de fato merecia ser indicado, mas por A Hora Mais Escura.

Meu preferido é As Aventuras de Pi, mas ainda não ouvi o trabalho de Dario Marianelli para Anna Karenina.

MELHOR CANÇÃO

  • “Before My Time”, de Chasing Ice (J. Ralph)
  • “Everybody Needs a Best Friend”, de TED (Seth MacFarlane e Walter Murphy)
  • “Pi’s Lullaby”, de As Aventuras de Pi (Bombay Jayashri e Mychael Danna)
  • “Skyfall”, de 007: Operação Skyfall (Adele e Paul Epworth)
  • “Suddenly”, de Os Miseráveis (Alain Boublil, Claude-Michel Schönberg e Herbert Kretzmer)

Vai vencer: 007: Operação Skyfall

É a melhor canção e Adele está no auge da popularidade. Skyfall é o filme mais lucrativo da franquia do espião mais famoso do planeta, que já deveria ter vencido nessa categoria.

Mas Canção é a categoria mais bizarra do Oscar, então nunca se sabe.

MELHOR EDIÇÃO DE SOM

  • 007: Operação Skyfall (Karen M. Baker  e Per Hallberg)
  • Argo (Ethan Van der Ryn e Erik Aadahl)
  • As Aventuras de Pi (Eugene Gearty e Philip Stockton)
  • Django Livre (Wylie Stateman)
  • A Hora Mais Escura (Paul N.J. Ottosson)

Vai vencer: 007: Operação Skyfall

Ou As Aventuras de Pi. Tipo fotografia. Ou um, ou outro.

MELHOR MIXAGEM DE SOM

  • 007: Operação Skyfall (Greg P. Russell, Scott Millan e Stuart Wilson)
  • Argo (Gregg Rudloff, John T. Reitz e José Antonio García)
  • As Aventuras de Pi (Doug Hemphill, Drew Kunin e Ron Bartlett)
  • Lincoln (Andy Nelson, Gary Rydstrom e Ron Judkins)
  • Os Miseráveis (Andy Nelson, Mark Paterson, Simon Hayes)

Vai vencer: Os Miseráveis

Musicais tem uma tendência a vencer nessa categoria, e a mixagem de Os Miseráveis é brilhante. É meu preferido. Mas talvez Operação Skyfall leve a dobradinha de som, e eu não veria problema nisso.

MELHORES EFEITOS VISUAIS

  • As Aventuras de Pi (Bill Westenhofer, Donald Elliott, Erik De Boer e Guillaume Rocheron)
  • Branca de Neve e o Caçador (Cedric Nicolas-Troyan, Michael Dawson, Neil Corbould e Phil Brennan)
  • O Hobbit: Uma Jornada Inesperada (David Clayton, Eric Saindon, Joe Letteri e R. Christopher White)
  • Prometheus (Charley Henley, Martin Hill, Richard Stammers e Trevor Wood)
  • Os Vingadores (Daniel Sudick, Guy Williams, Janek Sirrs e Jeff White)

Vai vencer: As Aventuras de Pi

Por mais que as criaturas digitais de O Hobbit sejam sensacionais, e por mais que eu me arraste aos pés do que Joss Whedon fez em Os Vingadores, Richard Parker é imbatível. As Aventuras de Pi deve e merece vencer.

MELHOR ANIMAÇÃO

  • Detona Ralph (Rich Moore)
  • Frankenweenie (Tim Burton)
  • ParaNorman (Chris Butler e Sam Fell)
  • Piratas Pirados (Peter Lord)
  • Valente (Brand Chapman e Mark Andrews)

Vai vencer: Detona Ralph

Até antes do lançamento de Detona Ralph, pensei que finalmente havia chegado o dia de Tim Burton ganhar um Oscar (por Frankenweenie). E ficarei bem feliz se isso acontecer, mas não acho que venha ser em 2013. Detona Ralph tem de longe o melhor roteiro dentre os indicados, e a animação é um primor, mesmo não sendo da Pixar, que certamente não merece levar dessa vez por Valente, o filme mais fraco do estúdio.

Meu preferido é Detona Ralph. Mas seria legal ver ParaNorman ganhando. Ou Frankenweenie. Valente não. Piratas Pirados eu não vi, mas não conheço viv’alma que tenha gostado do filme.

MELHOR FILME EM LÍNGUA NÃO-INGLESA

  • O Amante da Rainha (Dinamarca)
  • Amor (Áustria)
  • Kon-Tiki (Noruega)
  • No (Chile)
  • War Witch (Canadá)

Vai vencer: Amor

Foi indicado até a Melhor Filme. Se não vencer aqui, é falha da Matrix.

MELHOR DOCUMENTÁRIO

  • 5 Broken Cameras (Emad Burnat e Guy Davidi)
  • The Gatekeepers (Dror Moreh, Estelle Fialon e Philippa Kowarsky)
  • How to Survive a Plague (David France e Howard Gertler)
  • The Invisible War (Amy Ziering e Kirby Dick)
  • Seaching For Sugar Man (Malik Bendjelloul e Simon Chinn)

Vai vencer: Searching For Sugar Man

Tem vencido a maioria dos prêmios da categoria. Mas me parece que, à exceção de 5 Broken Cameras, todos os indicados têm suas chances.

MELHOR CURTAMETRAGEM

  • Asad (Bryan Buckley, Mino Jarjoura)
  • Buzkashi Boys (Ariel Nasr e Sam French)
  • Curfew (Shawn Christensen)
  • Death of a Shadow (Ellen De Waele  e Tom Van Avermaet)
  • Henry (Yan England)

Vai vencer: Curfew

Feeling.

MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO

  • Adam and Dog (Minkyu Lee)
  • Fresh Guacamole (PES)
  • Head Over Heels (Fodhla Cronin O’Reilly  e Timothy Reckart)
  • Paperman (John Kahrs)
  • The Simpsons: The Longest Daycare (David Silverman)

Vai vencer: Head Over Heels

Feeling.

MELHOR CURTA DOCUMENTÁRIO

  • Inocente (Andrea Nix e Sean Fine)
  • Kings Point (Jedd Wider e Sari Gilman)
  • Mondays at Racine (Cynthia Wade e Robin Honan)
  • Open Heart (Cori Shepherd Stern e Kief Davidson)
  • Redemption (Jon Alpert e Matthew O’Neill)

Vai vencer: Open Heart

Feeling.

Agora é esperar para ver. E ou Lincoln vai ganhar uma enxurrada de prêmios, ou o grande vencedor da noite não ganhará mais do que no máximo 4 estatuetas. Parece que a coisa vai ser como 2006, quando os grandes vencedores daquela edição do Oscar ganharam em apenas 3 categorias cada (Crash, O Segredo de Brockback Mountain, Memórias de uma Gueixa, King Kong)