h1

Ghuyer Awards 2012, indicados

03/01/2013

Então, vamos lá. Dois dias atrás eu postei a lista com todos os filmes que assisti em 2012, seja no cinema ou em casa. 207, no total. Desses, cerca de 85 eu vi no cinema, e exatamente 77 foram lançamentos comerciais nos cinemas de Porto Alegre. Ou seja, 77 filmes que entraram oficialmente em cartaz. É considerando esses filmes que eu montei minha lista de melhores do ano. Portanto, trata-se de uma lista que passa por duas seleções: 1) o filme tem que ter estreado comercialmente em Porto Alegre*; 2) eu tenho que ter assistido e gostado do filme.

*considero as estreias apenas de Porto Alegre, e gosto de avisar sobre esse fato, porque tem filmes que estreiam em outras cidades, como São Paulo, e que não chegam aos cinemas daqui, da mesma forma que alguns poucos e raros filmes ganham uma passagem exclusiva apenas pelos cinemas da capital gaúcha.

Evidentemente, filmes que eu não vi não entraram na lista, então guardem alguns dos xingamentos. Vocês devem saber que às vezes tenho opiniões polêmicas e quase sempre alguns filmes celebrados por todos não entram nas minhas listas de melhores ano, mas também precisam saber que tem muito filme bom que estreou em Porto Alegre e que eu não consegui ver ainda. “Ainda”. Essa palavra é mágica. Abaixo segue a minha seleção dos melhores do ano em várias categorias, maaaas, se eu por acaso assistir algum filme atrasado e achar que o mesmo merece aparecer em alguma dessas categorias, vou editar o post com a consciência tranquila – afinal, eu que mando aqui; Ghuyer Awards não leva meu nome por acaso. Mas, caso haja alguma alteração, farei uma observação avisando de tal feito.

Antes de anunciar os indicados ao Ghuyer Awards 2012, no entanto, só gostaria de avisar que incluí uma categoria nova para essa edição da premiação. Além de melhor trilha sonora, que considera todas as peças musicais compostas especialmente para o filme, e melhor canção, autoexplicativa, agora também haverá a categoria melhor composição, que irá considerar apenas a melhor faixa musical instrumental da trilha sonora de cada filme. “Melhor tema musical” não seria um nome correto, visto que não é o tema principal do filme que concorre, mas qualquer composição.

Vamos lá:

Melhor Filme

Argo

O Espião Que Sabia Demais

O Homem da Máfia

Millennium: Os Homens Que Não Amavam As Mulheres

A Separação

Melhor Direção

Argo (Ben Affleck)

O Espião Que Sabia Demais (Tomas Alfredson)

O Homem da Máfia (Andrew Dominik)

Millennium: Os Homens Que Não Amavam As Mulheres (David Fincher)

A Separação (Asghar Farhadi)

Melhor Elenco

O Espião Que Sabia Demais

O Homem da Máfia

Políssia

Rota Irlandesa

A Separação

Melhor Ator

O Artista (Jean Dujardin)

O Espião Que Sabia Demais (Gary Oldman)

Ewan McGregor (O Impossível)

A Separação (Payman Maadi)

Shame (Michael Fassbender)

Melhor Atriz

Garota Eslovena (Nina Ivanisin)

O Impossível (Naomi Watts)

Millennium: Os Homens Que Não Amavam As Mulheres (Rooney Mara)

Precisamos Falar Sobre o Kevin (Tilda Swinton)

A Separação (Leila Hatami)

Melhor Ator Coadjuvante

Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge (Tom Hardy)

Drive (Albert Brooks)

Fausto (Anton Adasinsky)

Millennium: Os Homens Que Não Amavam As Mulheres (Stellan Skarsgard)

Precisamos Falar Sobre o Kevin (Erza Miller)

Melhor Atriz Coadjuvante

A Fonte das Mulheres (Biyouna)

Histórias Cruzadas (Viola Davis)

Políssia (Karin Viard)

Políssia (Marina Foïs)

A Separação (Sareh Bayat)

Melhor Filme de Animação

Frankenweenie (Tim Burton)

A Origem dos Guardiões (Peter Ramsay)

ParaNorman (Chris Butler, Sam Fell)

Valente (Brenda Chapman, Mark Andrews, Steve Purcell)

 

Melhor Roteiro Original

2 Coelhos (Afonso Poyart)

Garota Eslovena (Damjan Kozole, Matevz Luzar, Ognjen Svilicic)

Rota Irlandesa (Paul Laverty)

A Separação (Asghar Farhadi)

Shame (Steve McQueen)

 

Melhor Roteiro Adaptado

Argo (Chris Terrio)

O Espião Que Sabia Demais (Bridget O’Connor, Peter Straughan)

O Homem da Máfia (Andrew Dominik)

Millennium: Os Homens Que Não Amavam As Mulheres (Steven Zaillian)

Precisamos Falar Sobre o Kevin (Lynne Ramsay, Rory Kinnear)

 

Melhor Montagem

007: Operação Skyfall (Stuart Baird)

Argo (William Goldenberg)

Drive (Matthew Newman)

O Espião Que Sabia Demais (Dino Jonsäter)

Millennium: Os Homens Que Não Amavam As Mulheres (Angus Wall, Kirk Baxter)

Melhor Fotografia

007: Operação Skyfall (Roger Deakins)

As Aventuras de Pi (Claudio Miranda)

Cavalo de Guerra (Janusz Kaminski)

A Invenção de Hugo Cabret (Robert Richardson)

Millennium: Os Homens Que Não Amavam As Mulheres (Jeff Cronenweth)

Melhor Direção de Arte

Cavalo de Guerra (Rick Carter)

O Espião Que Sabia Demais (Maria Djurkovic)

A Invenção de Hugo Cabret (Dante Ferretti)

Millennium: Os Homens Que Não Amavam As Mulheres (Donald Graham Burt)

O Vingador do Futuro (Patrick Tatopoulos)

Melhor Figurino

O Artista (Mark Bridges)

Cavalo de Guerra (Joana Johnston)

O Espião Que Sabia Demais (Jacqueline Durran)

Os Infratores (Margot Wilson)

A Mulher de Preto (Keith Madden)

Melhor Trilha Sonora

O Artista (Ludovico Bource)

As Aventuras de Pi (Mychael Danna)

Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge (Hans Zimmer)

Cavalo de Guerra (John Williams)

Millennium: Os Homens Que Não Amavam As Mulheres (Trent Reznor, Atticus Ross)

Melhor Composição

Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge (“Why Do We Fall?”, de Hans Zimmer)

O Espião Que Sabia Demais (“Tinker Tailor Soldier Spy”, de Alberto Iglesias)

Moonrise Kingdom (“The Heroic Weather-Conditions of the World”, de Alexandre Desplat)

Prometheus (“Life”, de Harry Gregsom-Williams)

Os Vingadores (“The Avengers”, de Alan Silvestri)

Melhor Canção

007: Skyfall (“Skyfall”, de Adele)

O Hobbit: Uma Jornada Inesperada (“A Song for the Lonely Mountain”, de Neil Finn)

Os Infratores (“Midnight Run”, Marc Copely)

Valente (“Into the Open Air”, de Alex Mandel)

Valente (“Touch the Sky”, de Alex Mandel e Mark Andrews)

Melhor Maquiagem

Dredd (Megan Tanner)

O Hobbit: Uma Jornada Inesperada (Peter King, Richard Taylor)

Homens de Preto 3 (Bernadette Mazur, Rick Baker, Sasha Quarles)

A Invenção de Hugo Cabret (Jan Archibald, Morag Ross)

Prometheus (Connor O’Sullivan)

Melhor Som

007: Operação Skyfall (Christopher Assells, Karen M. Baker, Per Hallberg, Peter Staubli)

Cavalo de Guerra (Gary Rydstrom, Richard Hymns)

Drive (Lou Bender, Victor Ray Ennis)

Millennium: Os Homens Que Não Amavam As Mulheres (Bo Persson, David Parker, Michael Semanic, Ren Klyce)

Os Vingadores (Christopher Boyes, Frank E. Eulner)

Melhores Efeitos Visuais

As Aventuras de Pi (Bill Westenhofer, Guillaume Rocheron)

O Hobbit: Uma Jornanda Inesperada (Christian Rivers, Joe Letteri, Richard Taylor)

A Invenção de Hugo Cabret (Alex Henning, Ben Grossman, Joss Williams, Robert Legato)

O Vingador do Futuro (Adrian De Vet, Charley Henley, Chris Thomas, Clay Pinney, Laird McMurray, Peter Chiang)

Os Vingadores (Allison Gainza, Jeff White)

 

Distribuição das Indicações

10 – Millennium: Os Homens Que Não Amavam As Mulheres

9 – O Espião Que Sabia Demais

7 – A Separação

5 – Cavalo de Guerra

4 – 007: Operação Skyfall | Argo | O Homem da Máfia | A Invenção de Hugo Cabret

3 – O Artista | As Aventuras de Pi | Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge | Drive | O Hobbit: Uma Jornada Inesperada | Políssia | Precisamos Falar Sobre o Kevin | Valente | Os Vingadores

2 – Garota Eslovena | O Impossível | Os Infratores | Prometheus | Rota Irlandesa | Shame | O Vingador do Futuro

1 – 2 Coelhos | Dredd | Fausto | A Fonte das Mulheres | Frankenweenie | Histórias Cruzadas | Homens de Preto 3 | Moonrise Kingdom | A Mulher de Preto | ParaNorman | A Origem dos Guardiões

Os vencedores serão anunciados em duas semanas. E lembrem-se que, à medida que eu for assistindo filmes de 2012, posso editar essa distribuição de indicações aqui.

Update! Assisti a O Impossível e decidi indicá-lo a melhor atriz (Naomi Watts) e melhor ator (Ewan McGregor), portanto as prévias indicações de A Fonte das Mulheres e de O Homem da Máfia nessas categorias, respectivamente, foram desconsideradas.

5 comentários

  1. Adorei ver O VINGADOR DO FUTURO em direção de arte e efeitos visuais, mas colocaria fácil um PROMETHEUS no lugar de HUGO nestas duas categorias — o filme do Scorsese tem o fogo em CGI mais falso em anos, p.e., enquanto PROMETHEUS é bem mais consistente, a meu ver, sem falar no desenho de produção à altura do impacto que esse aspecto teve quando ALIEN foi lançado. Mas, ainda assim, PROMETHEUS em maquiagem me parece acertadíssimo (possivelmente meu favorito no ano nessa categoria) — preterido pelo Oscar, infelizmente.

    Ótima seleção; estou particularmente curioso em conferir O HOMEM DA MÁFIA, que parece dividir diametralmente opiniões.


  2. Uma pena você não ter visto The Perks Of Being a Wallflower, ou pior, uma pena você ter visto e não ter gostado.


  3. Esse ano vamos discordar bastante =(


    • Então haverá maior diversidade de prêmios, hehe.



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: