h1

Previsões: DGA

09/01/2011

Talvez seja o DGA, o prêmio do sindicato dos diretores de Hollywood, a seleção de nomes que mais chega perto do que se verá no Oscar. O normal é os 5 indicados serem exatamente os mesmos, ou terem 1 nome diferente. E também podemos notar algumas preferências entre as duas premiações. Por exemplo, nota-se que a Academia tem implicância com Cameron Crowe e Christopher Nolan – os dois já indicados ao DGA duas vezes -, ao passo que ama Stephen Daldry, e vice-versa. Amanhã os diretores entram em conspiração para anunciar seus 5 indicados. Hoje, eu vou revelar seus planos secretos:

Melhor Diretor:

  • David Fincher, por A Rede Social
  • Christopher Nolan, por A Origem
  • Darren Aronosfky, por Cisne Negro
  • Ethan e Joel Coen, por Bravura Indômita
  • David O. Russell, por O Vencedor
  • Tom Hooper, por O Discurso do Rei

O divertido é que não é tão fácil prever o DGA. Além de ser a primeira vez que tento isso, os únicos nomes que considero irrevogavelmente certos entre os indicados são os de David Fincher e Christopher Nolan. Por que, 1) embora Aronosky tenha encantado muita gente e ganhado muitos prêmios, ele é… o Aronofsky (não ruim, pelo contrário, complicado e complexo, esteticamente ambicioso – qualidades que sempre deixaram o cara de fora das grandes premiações, ironicamente); 2) Os Coen já ganharam todos os prêmios do mundo em 2008, com Onde Os Fracos Não Têm Vez, e talvez o sindicato dos diretores decidam deixá-los de fora da briga em 2011; 3) O Vencedor tem ganhado muita força nas últimas premiações, e David O. Russell, pelo que me consta, já deveria ter sido melhor visto por Hollywood, mas, como diretor, ele só foi indicado ao Globo de Ouro nessa temporada, o que complica suas chances.

Assim, digo que não será surpreendente caso 1) Ben Affleck seja reconhecido, e indicado por Atração Perigosa (já comentei que o problema do filme é o roteiro; sua direção é muito digna); ou 2) Tom Hooper seja indicado pel’O Discurso do Rei (particularmente, acho que Hooper não será indicado aqui, mas certamente ganhará uma vaga no Oscar). Por fim, Debra Granik também tem suas chances por dois motivos: seu filme Inverno da Alma tem sido muito elogiado (apesar de não figurar no PGA), e ela é uma mulher. Não é machismo da minha parte, é machismo da parte deles! Depois de Kathryn Bigelow ter feito história vencendo o DGA e o Oscar no ano passado, agora será muito mais fácil de mulheres aparecerem nas grandes premiações. Que bom. Mas com certeza muitas delas estarão lá não por que tenham feito uma direção competente no geral, mas minimamente aceitável para uma mulher (sacaram a jogada deles?). Outra coisa, por que vocês acham que tantos atores negros têm ganhado o Oscar na última década? Coincidência? Não. Eles ficaram anos e mais anos sendo desconsiderados, e agora o sentimento de culpa da Academia os salda com estatuetas sempre que possível. Espero que a situação se ajeite com o tempo (ou os próximos a ganharem Oscars adoidadamente serão os muçulmanos?).

Resumindo, ainda com chances: Ben Affleck, por Atração Perigosa; Tom Hooper, por O Discurso do Rei; Debra Granik, por Inverno da Alma.

Update: continuo mantendo meu ritmo de 90% de acerto nas previsões. Hooper ficou no lugar dos Coen. 4/5.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: